05/11/2013 | 15h48

10 FILMES BRASILEIROS PARA VOCÊ ASSISTIR

Confira uma lista com dicas de filmes brazucas nesse Dia do Cinema Brasileiro

10 FILMES BRASILEIROS PARA VOCÊ ASSISTIR reprodução/
Trecho do documentário Elena, dirigido por Petra Costa Foto: reprodução
Cinco de novembro é Dia Nacional da Cultura e também é Dia do Cinema Brasileiro. Para comemorar a data, selecionamos 10 filmes imperdíveis feitos no Brasil para você assistir.

1. Abril Despedaçado
O filme nos transporta para o nordeste no Brasil em 1910, numa região árida e solitária. Lá, famílias rivais travam uma guerra sem fim. Tonho, vivido por Rodrigo Santoro, começa a se questionar sobre essa tradição sangrenta e sabe que, se vingar a morte do seu irmão, terá pouco tempo de vida.



2. Bicho de Sete Cabeças
Pai e filho (Othon Bastos e Rodrigo Santoro) têm um relacionamento difícil. Nenhum dos dois entende o mundo do outro. A situação entre os dois atinge o limite quando um cigarro de maconha é achado nas coisas do filho e ele é mandado para o manicômio. Lá terá que suportar um sistema que lentamente devora as suas presas.



3. Casa de Areia
Fernanda Montenegro e Fernanda Torres interpretam mãe e filha em busca de um sonho. Elas viajaram em uma caravana durante dias para chegar a uma terra e descobriram que ela é completamente inóspita. Tudo o que há ao redor é areia. O marido da personagem de Fernanda Montenegro morre e elas ficam sozinhas naquele lugar que, a qualquer momento, pode engolir a casa onde moram.



4. Cidade Baixa
O filme tem um elenco de peso: Wagner Moura, Alice Braga e Lázaro Ramos. Alice interpreta uma prostituta e Wagner e Lázaro dois amigos de infância. O três acabam se envolvendo em um triângulo amoroso que chega a um triz de se tornar uma desgraça.



5. Elena
Elena é um documentário brasileiro autobiográfico. Grande parte dele é feito com filme de filmadora amadora de Petra Costa, diretora do filme, que recria a história de sua irmã, Elena. Junto com o público ela se aprofunda na vida da sua irmã Elena, jovem atriz que se suicidou após voltar de Nova York sem grandes perspectivas de carreira. O filme é delicado, envolvente e diferente de tudo o que você já viu.



6. Rânia
Rânia (Graziela Felix) é uma adolescente que mora em Fortaleza, no morro Santa Terezinha. Ela ajuda sua mãe com os afazeres domésticos, estuda numa escola municipal, trabalha numa barraca de praia e sonha em ser bailarina. O filme mostra de maneira delicada essa história que poderia ser de muitas meninas que vivem na mesma situação que Rania.



7. Tropicália
Imagine como era a juventude no final dos anos 1960. Ta pensando que é de hoje que os jovens são responsáveis pelo agito do cenário nacional? Gilberto Gil e Caetano Veloso lideravam um movimento musical que exaltava os ritmos brasileiros ao mesmo tempo que misturavam-os com a psicodelia das guitarras e sons experimentais em plena ditadura militar.Um documentário para os olhos e para os ouvidos.



8. Tropa de Elite
Relatado em 1997. O dia-a-dia do grupo de policiais e de um capitão do BOPE (Wagner Moura), que quer deixar a corporação e tenta encontrar um substituto para seu posto. Paralelamente dois amigos de infância se tornam policiais e se destacam pela honestidade e honra ao realizar suas funções, se indignando com a corrupção existente no batalhão em que atuam.



9. O Homem que Copiava
André (Lázaro Ramos) é um jovem de 20 anos que trabalha na fotocopiadora da papelaria Gomide, localizada em Porto Alegre. André mora com a mãe e tem uma vida comum, basicamente vivendo de casa para o trabalho e realizando sempre as mesmas atividades. Num dia André se apaixona por Sílvia (Leandra Leal), uma vizinha, a qual passa a observar com os binóculos em seu quarto. Decidido a conhecê-la melhor, André descobre que ela trabalha em uma loja de roupas e, para conseguir uma aproximação, tenta de todas as formas conseguir 38 reais para comprar um suposto presente para sua mãe.



10. Cidade de Deus
Buscapé (Alexandre Rodrigues) é um jovem pobre, que cresce em um universo de muita violência. Buscapé vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos da cidade. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé acaba sendo salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. É através de seu olhar atrás da câmera que Buscapé analisa o dia-a-dia da favela onde vive, onde a violência aparenta ser infinita.



Notícias Relacionadas

DEIXE O SEU COMENTÁRIO PRA GENTE ;)

 

Mais sobre

clicRBS
Nova busca - outros